Barra

13/12/2014

Arataca produz um dos melhores cafés conilon do mundo.

AraCITYA cafeicultura desenvolvida no Estado da Bahia, apresenta atualmente um quadro tecnológico bastante diversificado, o que reflete diferentes condições ambientais, variadas formas de ocupação do seu espaço agrário e modalidades de organizações da atividade produtiva. O Estado possui três regiões produtoras principais: Cerrado e Planalto (regiões que concentram café arábica) e Atlântica (especializada em conilon). Segundo a professora titular do Departamento de Fitotecnia e Zootecnia da UESB, Sandra Elizabeth Souza, os primeiros plantios de café arábica na Bahia, datam dos primórdios do século XX, nos municípios do Vale do Jiquiriçá, Brejões e Santa Inês - que compõem o Planalto baiano e têm grande potencial para produção de cafés despolpados, suaves e aromáticos.

 A região caracteriza-se por uma cafeicultura de base familiar, poucos recursos hídricos e altitude entre 600m a 1380m. Já a região Oeste ou Cerrado, é caracterizada por uma cafeicultura empresarial, totalmente irrigada e mecanizada, assemelhando-se aos cafés produzidos no Cerrado de Minas Gerais. Nela, é produzido cafés naturais, finos e despolpados, excelentes para serem usados em blends destinados ao expresso. 

 O Extremo Sul e Sul do Estado, produzem um dos melhores cafés conilon do mundo e caracterizam-se, por uma cafeicultura empresarial organizada. O município de Itabela, é o maior produtor de conilon da Bahia, seguido de Teixeira de Freitas, Itamaraju, Alcobaça, Eunápolis, Camacan e Arataca. (Fonte Embrapa )
  • Comente aqui
  • Comente com Facebook
Item Avaliado: Arataca produz um dos melhores cafés conilon do mundo. Classificação: 5 Revisados por: Locutor Rodrigo