Barra

18/11/2016

Segunda aplicação do Enem custará R$10 milhões

Provas adiadas por conta de ocupações em espaços reservados para o exame serão aplicadas nos dias 3 e 4 de dezembro
Em nota divulgada nesta sexta-feira (18), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) afirmou que a reaplicação do Enem 2016 para os inscritos que tiveram a prova adiada por conta da ocupação de escolas e instituições de ensino superior em vários estados brasileiros, custará R$ 10.512.564,33.

Segundo o instituto, 271 mil estudantes, dentre os quais 29.810 na Bahia, deverão fazer a prova nos próximos dias 3 e 4 de dezembro. Na próxima terça-feira (22), o Inep divulgará os novos locais de prova e o número final de inscritos habilitados a fazer as provas em dezembro.
  • Comente aqui
  • Comente com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Avaliado: Segunda aplicação do Enem custará R$10 milhões Classificação: 5 Revisados por: Locutor Faustino