Barra

02/08/2019

Ronaldo Carletto quer que professores da rede pública tenham formação superior nas disciplinas que ensinam

Dados do Anuário Brasileiro da Educação Básica de 2019, publicado pelo Movimento Todos pela Educação, apontam que, nos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio, 40% e 30%, respectivamente, dos docentes não possuem formação superior compatível com as disciplinas que lecionam nas escolas brasileiras. Preocupado, o deputado federal Ronaldo Carletto (PP) encaminhou uma Indicação ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, solicitando o fortalecimento das ações do Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor). O objetivo é fomentar a oferta de educação superior, gratuita e de qualidade, para os docentes em exercício na rede pública de educação básica e que não possuam a formação específica na área em que atuam. Além disso, o parlamentar solicitou um pacto com os entes subnacionais, a fim de implementar incentivos, financeiros ou não, para que estes profissionais obtenham tal formação, em especial aos professores que atuam nos anos finais do ensino fundamental das regiões Nordeste e Norte, onde estão os maiores desafios para os resultados de aprendizagem. “O desempenho de um sistema de ensino está alinhado com a qualidade de formação dos seus docentes e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) já havia diagnosticado este problema ao realizar o 2º ciclo de monitoramento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE). Segundo o INEP, com relação a este percentual de adequação, o país está distante da meta 100% estabelecida para 2024 e a evasão dos alunos na educação básica perpetua ciclos de pobreza, baixa qualificação e produtividade”, explicou o deputado.
  • Comente aqui
  • Comente com Facebook
Item Avaliado: Ronaldo Carletto quer que professores da rede pública tenham formação superior nas disciplinas que ensinam Classificação: 5 Revisados por: Locutor Rodrigo